Início » Notícias » Centro Coreográfico (RJ) segue celebrando seus 10 anos com nova rodada de apresentações e oficinas

Centro Coreográfico (RJ) segue celebrando seus 10 anos com nova rodada de apresentações e oficinas

[Ìyá Omi, com a Cia. de Dança Contemporânea da UFRJ / foto: Julius Mack]

A comemoração de 10 anos do Centro Coreográfico do Rio de Janeiro segue a todo vapor e uma nova rodada de trabalhos e oficinas entra “em cartaz”. Ìyá Omi (ver foto acima), da Cia. de Dança Contemporânea da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), e Histórias Estranhas Sobre Um Novo Reino, do Coletivo Instantâneo, ganham sessões nos próximos dias; além disso, também há 2 oficinas gratuitas, com inscrições abertas para aquel@s interessad@s em aperfeiçoar habilidades e obter novos conhecimentos – são elas: “Sapateado Rítmico” (com Flávia Costa); e “Dança Charme” (com Marcus Azevedo).

Ìyá Omi se ancora na riqueza mítica do orixá Iemanjá. Conforme explica o texto de divulgação do espetáculo, “Como água primordial, ela [Iemanjá] tem o poder de anular o que é ruim e criar novas possibilidades. Não é por acaso que o ritual do Ano Novo e o do ‘presente’ de Iemanjá no Rio de Janeiro aparecem conjugados”. Ao entrelaçar imagens simbólicas do orixá e do elemento água, Ìyá Omi oferece ao espectador informações sobre o mundo de Iemanjá numa conexão fecunda entre o espaço religioso e o espaço da natureza. Tatiana Damasceno assina a direção e coreografia do trabalho.

Com ingressos a R$20, o espetáculo possui sessões de 24 a 26/out (sexta e sábado, às 20h; e domingo, às 18h) no Teatro Angel Vianna. Ìya Omi possui classificação indicativa livre.

[Histórias Estranhas Sobre Um Novo Reino, com o Coletivo Instantâneo / foto: divulgação]

Por sua vez, Histórias Estranhas Sobre Um Novo Reino é um projeto do Coletivo Instantâneo que envolve dança, performance, vídeo e instalação. Trata-se de uma intervenção e troca com diversos locais, que apresenta seres de um reino imaginário – a cada apresentação, suas histórias vão se (des-)enrolando e modificando o próprio reino, como metáfora de nossa sociedade.

Segundo texto de divulgação:

Cada personagem tem espaço para sua própria loucura, expressando no olhar e nos gestos uma perturbação que não é transmitida em palavras. É através do contato com estes novos seres que propomos uma jornada de imaginação e encantamento.

Histórias Estranhas tem como inspiração a vertente literária conhecida como realismo fantástico ou mágico, as obras cinematográficas do diretor Tim Burton e alguns contos de imaginação e mistérios do escritor Edgar Allan Poe. Sob direção de Camila Fersi, a intervenção acontecerá em 2 sessões, no dias 25 e 26/out (sábado, às 19h; e domingo, às 17h), com ingressos a R$2 e classificação indicativa livre.

Leia mais:  Coletivo Instantâneo ocupa Castelinho do Flamengo (RJ) com performance itinerante neste final de semana

Para as/os interessad@s em se engajar em atividades práticas, as oficinas de Flávia Costa e Marcus Azevedo recebem inscrições até o dia 26 (dom):

“Sapateado Rítmico” (com Flávia Costa) consiste em aperfeiçoar e reciclar a linguagem do sapateado. As atividades, direcionadas a bailarin@s profissionais, estudantes e professor@s de dança, acontecerão às terças e quintas-feiras, entre 30/out e 27/nov (19h às 21h). Há 25 vagas disponíveis.

Em “Dança Charme”, Marcus Azevedo (coreógrafo da Dança Charme & Cia.) busca promover uma perspectiva de corporeidade através do contato e da prática da dança charme. As aulas proporcionarão uma aprendizagem dos famosos ‘passinhos de charme’ dos bailes do subúrbio carioca, além do compartilhamento da pesquisa de movimento desenvolvida por Marcus para a formação de sua companhia e de nov@s profissionais do segmento de dança. Com atividades de 1/nov a 24/jan, sempre aos sábados (13h às 14h30), “Dança Charme” recebe inscrições do público interessado em geral, sem pré-requisitos. Há 40 vagas disponíveis.

As inscrições para ambas as oficinas devem ser efetuadas online, no blog do Centro Coreográfico. O Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro fica na Rua José Higino, 115 – Tijuca (metrô Uruguai) – Rio de Janeiro (RJ).

[*] esta postagem integra o projeto de residência de conteúdo Casinha ctrl+alt+dança / Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro.

Comentários