Início » Notícias » São Paulo em foco: J.Gar.Cia Dança Contemporânea, Cia. Mariana Muniz e cia [-MOS] apresentam trabalhos

São Paulo em foco: J.Gar.Cia Dança Contemporânea, Cia. Mariana Muniz e cia [-MOS] apresentam trabalhos

[J.Gar.Cia Dança Contemporânea em Histórias da Meia Noite / foto: Arnaldo Torres]

2015 é o marco de celebração de 10 anos de atividades da J.Gar.Cia Dança Contemporânea na cidade de São Paulo. A comemoração toma a forma de uma série de mais de 60 apresentações de espetáculos – Histórias da Meia Noite (ver foto acima) é o primeiro deles, que ganha sessões até 2/mar (seg).

Inspirado em contos de Machado de Assis – tais como “A Parasita Azul”, “Ernesto de Tal” e “Ponto de Vista” – Histórias da Meia Noite aborda nossas mazelas éticas, políticas e sociais, mesclando técnicas de capoeira de Angola, aikido e dança contemporânea. Conforme ressalta o texto de divulgação da companhia:

Uma das características da J.Gar.Cia é manter o desenvolvimento de suas obras – sejam elas estreias ou espetáculos já apresentados. Por isso, a Cia. optou por fazer uma remontagem de diversos espetáculos já apresentados, além de um experimento em cena, que será realizado em agosto deste ano, e uma estreia prevista para maio de 2016.

As apresentações de Histórias da Meia Noite acontecem de quinta a segunda-feira, sempre às 20h, na sede da companhia, a Capital 35. Os ingressos custam R$20 (inteira) e R$10 (meia-entrada) – é necessário reservá-los com antecedência (através do e-mail capital35contato@gmail.com), já que a capacidade do local é de apenas 30 pessoas.

A Capital 35 fica na Rua Capital Federal, 35 – Sumaré – São Paulo (SP).

[Cia. Mariana Muniz em TransVersos / foto: Cláudio Gimenez]

Também em São Paulo, a Cia. Mariana Muniz apresenta sessões únicas de TransVersos (ver foto acima) no SESC Belenzinho. Releitura de trabalho executado na Mostra de Fomento à Dança (Prefeitura de São Paulo) em 2014, Transversos conta com nov@s bailarin@s e apresenta uma outra perspectiva em relação às questões coreográficas e criativas.

Em TransVersos, as/os artistas experimentam – tanto nas salas de ensaio como em espaços públicos da cidade – modos de se relacionar através do movimento dançado com esses lugares e suas/seus habitantes passageir@s. No SESC Belenzinho, o trabalho ganha sessões gratuitas ao ar livre, na área de convivência, amanhã e domingo (21 e 22/fev), às 18h. 

Leia mais:  Com entrada franca: Marina Guzzo leva "Navios" ao SESC Pompeia (SP) neste finde

O SESC Belenzinho fica na Rua Padre Adelino, 1.000 – Belém – São Paulo (SP).

[Exposição da Pessoa, com a cia [-MOS] / foto: divulgação]

No SESC Ipiranga (SP), a cia [-MOS] desenvolve uma ação que transcorre ao longo de 8 horas seguidas no hall de entrada. Intitulada Exposição da Pessoa, a performance acontece amanhã e no sábado seguinte (21 e 28/fev) como parte do projeto Performapa (organizado pelo próprio SESC Ipiranga), que apresenta uma série de experimentações artísticas com o corpo – “que trafegam entre diferentes linguagens, explorando-as de forma híbrida”.

Conforme descreve o texto de divulgação da performance:

Uma fita amarela delimita um espaço quadrado no chão; ao lado, um relógio de ponto. O espaço é demarcado e sinalizado de acordo com os padrões de galerias de arte. Uma performer, chamada de ‘artista-obra’, entra nesse lugar e, durante uma hora, se move e fala ininterruptamente até que sua jornada de trabalho finde e entre em seu lugar uma outra performer que dará seguimento à exposição.

Exposição da Pessoa, cuja estreia se deu em 2014 (no Museu da Imagem e do Som (MIS-SP)), propõe um questionamento sobre o valor do trabalho d@s artistas. Segundo Mariana Molinos – que, na performance, se reveza com Karime Nivoloni, Maryah Monteiro e Valeska Figueiredo – a regra é “atuar na falta ou no excesso de sentido, esmagad@ pela necessidade da criatividade, restrit@ a um tempo, a um espaço e à condição de ‘peça substituível'”.

As sessões de Exposição da Pessoa acontecem sempre de 13h às 21h, com entrada franca e classificação indicativa livre. O SESC Ipiranga fica na Rua Bom Pastor, 822 – Ipiranga – São Paulo (SP).

Comentários