Início » Notícias » Dezembro tem dança: espetáculos e oficinas

Dezembro tem dança: espetáculos e oficinas

edson beserra dezembro
Edson Beserra em “O Homem na Prancha” / foto: Thiago Sabino

Uma dramaturgia dançada que se estrutura a partir do movimento cambaleante das águas e do vento: eis o que move a nova criação do bailarino-coreógrafo Edson Beserra, intitulada O Homem na Prancha (ver foto acima). Com referências à pintura impressionista de William Turner, ao personagem principal do conto “O Horla” – do autor francês Guy de Montpassant – e aos Marinheiros da Umbanda, o espetáculo ganha sessões amanhã e quinta-feira (9 e 10/dez) no Teatro Plínio Marcos – Complexo Cultural FUNARTE (DF).

No trabalho, a difusão como qualidade de movimento, que instiga a sensação de nuvens dissipadas pelo vento, é fruto da influência dos trabalhos de William Turner. Por sua vez, o personagem principal do conto de Guy de Montpassant empresta texturas de angústia e desconforto físico à movimentação da dupla de intérpretes de O Homem na Prancha – Lavinia Bizzotto e o próprio Edson Beserra.

A pesquisa coreográfica também abordou os Marinheiros, entidades espirituais presentes na Umbanda – religião brasileira que integra, de maneira sincrética, práticas e fundamentos sagrados notadamente africanos e indígenas. Neste sentido, O Homem na Prancha empodera-se da performance de um corpo em alto mar, tal como se instaura a manifestação dos espíritos marinheiros – através de médiuns – em sessões de umbanda.

Com ingressos a R$10 e classificação indicativa 16 anos, as apresentações de O Homem na Prancha acontecerão sempre às 21h. O Teatro Plínio Marcos – Complexo Cultural FUNARTE fica no Eixo Monumental, Setor Divulgação Cultural – Brasília (DF).

oficinas SESC Petrolina dezembro
foto: Rubens Henrique

Em Pernambuco, a Qualquer Um dos 2 Cia. de Dança promove a 4a. edição da Mostra 14 de Dança. Realizada no SESC Petrolina, a nova edição, que se concentra no trabalho d@s intérpretes-criador@s em dança, homenageia o bailarino Ailton Marcos.

De amanhã até 18/dez, 11 oficinas serão oferecidas gratuitamente ao público interessado (dentre as quais, 8 serão realizadas em escolas públicas da cidade). Há oficinas de dança contemporânea (com Juliana Moraes (São Paulo)), dança e teatro (Renata Pimentel (Recife)), além de dança para pessoas com baixa mobilidade (Daniela Santos (Recife)).

Leia mais:  Agora é oficial: CTRL+ALT+DANÇA é responsável pela comunicação virtual da ocupação Conexão Cacilda (RJ)

Há 20 vagas disponíveis para cada oficina. Para se inscrever, basta comparecer diretamente ao SESC Petrolina (Rua Pacífico da Luz, 618 – Centro). As inscrições permanecerão abertas até o esgotamento das vagas.

Uma observação: a oficina de dança para pessoas com baixa mobilidade acontecerá na Sede da Associação de Pessoas com Deficiência de Petrolina, que fica no CSU (Centro Social Urbano) da cidade (Avenida Coronel Honorato Viana, s/nº – Jardim Maravilha). Para mais informações, ligue para (87) 3866-7454.

Black-tie dezembro
Diego Carvalho, da Cia. Black-tie, em “Diário” / foto: divulgação

No Rio de Janeiro, a Cia. Black-tie apresenta Diário, um solo dançado por Diego Carvalho (ver foto acima) a partir de uma livre adaptação de um conto do escritor russo Nikolai Gogol (“O Diário de Um Louco”). As apresentações do espetáculo acontecerão amanhã e sábado (9 e 12/dez) no Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas.

Diário propõe uma reflexão sobre a loucura, através do sofrimento de uma personagem cuja identidade é estilhaçada com o avanço da doença mental. Conforme aponta o texto de divulgação do trabalho:

Em cena, encontra-se um corpo que não obedece mais às injunções sociais, que está entregue ao delírio, à invenção, à quase improvisação (…) como se fosse uma “pintura abstrata”, um borrão.

Com colaboração de Maria Inês Galvão e direção artística de Vitor Hugo, Diário possui sessões sempre às 19h30, com ingressos a R$30 (inteira) e R$15 (meia-entrada), e classificação indicativa 12 anos. Uma dica: pode-se adquirir ingressos antecipados, às R$10, com integrantes da companhia (envie um e-mail para ciablacktie@gmail.com).

O Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas fica na Rua Murtinho Nobre, 169 – Santa Teresa – Rio de Janeiro (RJ).

 

[*] Esta postagem contou com a colaboração de André Bern.

 

Comentários