Início » Notícias » “Sobre Cisnes”: Giselda Fernandes estreia solo

“Sobre Cisnes”: Giselda Fernandes estreia solo

Giselda Fernandes em “Sobre Cisnes” / foto: divulgação

Sobre Cisnes, o novo solo da bailarina-coreógrafa Giselda Fernandes (ver foto acima), inicia sua temporada de estreia hoje (16/fev) no Rio de Janeiro. As apresentações, que se estendem até o início de março, acontecem no Espaço SESC (Mezanino).

O processo criativo de Sobre Cisnes teve como mote “A Morte do Cisne”, solo de dança clássica criado em 1905 por Michel Fokine para a bailarina russa Anna Pavlova. A partir da coreografia de Fokine, Giselda revisita o universo simbólico do cisne na dança através do que ela denomina “objetos-partner”:

A parceria com o objeto foi a descoberta que me permitiu mergulhar no universo criativo e, finalmente, encontrar a trilha que me levaria à dança que eu sempre quis criar e dançar. A partir de então, passei a desenvolver um conceito próprio em dança contemporânea.

Em Sobre Cisnes, sacos plásticos e sapatilhas de ponta são os objetos escolhidos por Giselda como parceiros numa jornada de ressignificação do cotidiano e do corriqueiro em nossas vidas. Os sacos plásticos, em especial, considerados vilões da natureza por sua não-biodegradabilidade, evocam reflexões atuais sobre sustentabilidade e meio-ambiente.

Confiram abaixo um vídeo de divulgação do solo:

O interesse de Giselda no desenvolvimento de danças em parceria com objetos banais tem gerado diversas iniciativas criativas – de espetáculos a oficinas, instalações a proposições performáticas. Vassouras, garrafões, garrafas PET e caixas d’água já atuaram como objetos-partner em criações da artista.

Em 2010, André Bern (editor de ctrl+alt+dança) fez uma entrevista com Giselda para seu projeto Colóquio D – Conversas sobre Dança, “uma série de conversas com gente que faz e pensa dança”. Acima, vocês podem conferir um trecho do bate-papo, no qual a artista conta sobre o início da companhia que fundou (Os Dois Companhia de Dança), os primórdios do Festival Panorama, a influência da bailarina e coreógrafa alemã Susanne Linke em sua trajetória, e a transição progressiva ao papel de coreógrafa. O trecho ainda conta com a intervenção carinhosa do artista plástico Hilton Berredo (marido e parceiro criativo de Giselda, que ofereceu café feito na hora!) – a propósito, o quadro ao fundo é dele.

Leia mais:  Monica da Costa revisita duas performances sob a ótica da Estética do Oprimido

Em 2016, Giselda é uma das artistas convidadas do projeto Dança Carioca na Rede: Corpo e Memória. Na série de entrevistas Seis Anos Depois – da qual ela participará – André volta a conversar com suas/seus entrevistad@s de 2010 (Esther Weitzman, Paulo Marques, Morena Paiva e Lígia Tourinho, além de Giselda) com o objetivo de revisitar opiniões, processos e perspectivas. Desta forma, elabora-se um exercício de mapeamento sensível da cena contemporânea de dança e suas/seus criador@s no Rio de Janeiro.

As apresentações de Sobre Cisnes no Espaço SESC acontecem às terças e quartas-feiras (sempre às 20h), com classificação indicativa 12 anos e ingressos a R$20 (inteira), R$10 (meia-entrada) e R$5 (associad@s SESC). Às quartas, após o solo haverá palestras com artistas: Ruth Torralba (17/fev), Paola Secchin (24/fev), Giselle Ruiz (2/mar) e Lígia Tourinho (9/mar).

O Espaço SESC fica na Rua Domingos Ferreira, 160 – Copacabana – Rio de Janeiro (RJ).

 

[*] Esta postagem contou com a colaboração de André Bern.

 

 

Comentários