Início » Notícias » SP-BA: 4 oficinas/cursos recebem inscrições

SP-BA: 4 oficinas/cursos recebem inscrições

A partir de amanhã (20/fev), o SESC Santo Amaro (SP) abriga duas oficinas de dança lideradas, respectivamente, pelos artistas Márcio Greyk e Alexandre Magno. São elas: “Danças Urbanas” e “Dança Contemporânea: POW AKA Jazz Latin Fusion”.

oficinas Márcio Greyk
Márcio Greyk / foto: divulgação

As aulas de Danças Urbanas ministradas por Márcio Greyk (ver foto acima) abordarão técnicas e princípios fundamentais para o desenvolvimento de um@ bailarin@ urban@. A partir de jogos de improvisação e composição cênica, a relação entre o individual e o coletivo será explorada, com enfoque especial no experimento como fonte do movimento.

Sobre Márcio: formado no Método Ivaldo Bertazzo de Reeducação do Movimento, é diretor e intérprete do grupo Zumb.boys. Márcio Greyk é co-fundador do Grupo de Pesquisas, Ritmos e Danças Batakerê.

oficinas Alexandre Magno
Alexandre Magno / foto: divulgação

Por sua vez, Alexandre Magno (ver foto acima) imprime em POW AKA Jazz Latin Fusion um pouco de sua experiência na dança. O artista apresenta técnicas como umbigada, coco, kuduro, fado, jazz, changatuki, street dance e choke para estimular a sensibilidade d@s participantes numa vivência multicultural. O objetivo da oficina é incitar a intuição e a criatividade numa paisagem apropriada para a improvisação e a composição de “mini-coreografias”.

Sobre Alexandre: nasceu em Lisboa e mora no Brasil desde 2005. Alexandre Magno é artista residente da plataforma de criação LOTE Osso (coordenada pelo coreógrafo Cristian Duarte em São Paulo), na qual desenvolve sua pesquisa intitulada “arco_íris”.

As aulas no SESC Santo Amaro acontecem entre 20/fev e 25/jun, sempre aos sábados:

  • Dança Contemporânea: POW AKA Jazz Latin Fusion >> 13h às 15h
  • Danças Urbanas >> 15h30 às 17h30

Para ambas as oficinas, o valor da mensalidade é de R$50 (inteira), R$25 (meia-entrada) ou R$15 (associad@s SESC). O SESC Santo Amaro fica na Rua Amador Bueno, 505 – Santo Amaro – São Paulo (SP).

oficinas Museu da Dança

Também em São Paulo, o Museu da Dança (MuD) oferece um curso sobre a História da Dança no Brasil, organizado em diversos módulos ao longo de 2016. O primeiro, dedicado à dança do ventre, terá início em 8/mar (ter), com facilitação da mestra em Cultura Árabe Márcia Dib.

Intitulado “Dança do Ventre: a mulher oriental e o imaginário ocidental”, o módulo será composto de 4 encontros semanais (sempre às terças-feiras, 19h30 às 22h), totalizando 10 horas dedicadas a pensar sobre a cultura árabe, como a dança do ventre se difundiu no oriente e no ocidente, além de propor encaminhamentos sobre a sua presença, prática e desenvolvimento no Brasil. Os encontros serão realizados na Rua Cônego Eugênio Leite, 1.117 – Pinheiros – São Paulo (SP).

Confira abaixo os valores do módulo:

  • R$360 >> à vista, com pagamento até 26/fev (sex)
  • R$400 >> à vista, com pagamento até 27/fev (sáb)
  • R$430 >> parcelados em até 3X, após 27/fev (sáb)
Leia mais:  Hoje, na UFPE, Wagner Carvalho fala sobre a dança contemporânea na Alemanha

Os próximos módulos do curso oferecido pelo MuD são: Danças Indígenas (arte e cultura, história e performance), A História do Jazz Dance (da África ao Brasil), e Movimentos da Infância (uma proposta de Dança Contemporânea).

Sobre o MuD: primeiro da categoria na América Latina, é o único museu virtual de dança do mundo. O Museu da Dança promove cursos e exposições virtuais, além de oferecer incentivo à pesquisa. O MuD pretende constituir-se enquanto acervo de patrimônio imaterial, democratizado a partir do compartilhamento virtual. Para mais informações, acesse: www.museudadanca.com.br.

oficinas Laura Villasol
Laura Villasol / foto: Isabela Trigo

Em Salvador (BA), Laura Villasol (ver foto acima) ministrará uma oficina de Consciência pelo Movimento através do Método Feldenkrais. Num encontro apenas, a ser realizado no dia 28 (dom, 16h às 19h), a artista propõe um compartilhamento dos fundamentos do método como um processo de aprendizagem e aperfeiçoamento para músic@s e dançarin@s.

Conforme Laura explica no texto de divulgação da atividade:

Todo músico, dançarino ou ator precisa adquirir um conhecimento profundo de seus padrões de ação para mudar e evitar hábitos – criados durante sua formação ou pela prática diária da profissão – que causam desagaste, dor e tensões crônicas, dificultando a sua eficiência e tarefa artística. Aprendizagem importante é aquela que nos permite fazer aquilo que já sabemos de uma maneira nova. Quanto mais maneiras possuirmos de fazer o que sabemos, maior a liberdade de escolha.

O Método Feldenkrais é uma técnica de educação somática que busca promover a tomada de consciência de si a partir da experimentação do movimento. “O Método Feldenkrais possui, hoje, um embasamento científico após diversas descobertas sobre a neuroplasticidade e capacidade adaptativa do nosso sistema nervoso a partir das nossas experiências”, informa-nos a artista.

Sobre Laura: cantora e musicista com formação em Artes e História das Artes Visuais pela Universidade Nacional de La Plata (Argentina). Laura Villasol é formada no Método Feldenkrais na Argentina (2013-2016), com habilitação em Consciência pelo Movimento (CPM).

As/Os interessad@s em participar da oficina devem contactar Paola Vásquez através do e-mail esterpaola@yahoo.com.br ou via WhatsApp (92747313). A atividade acontecerá na Rua dos Quinze Mistérios, 13 – Santo Antônio (ao pé da Ladeira do Boqueirão) – Salvador (BA).

 

[*] Esta postagem contou com a colaboração de André Bern e Iara Cerqueira.

 

 

Comentários